Centro Sapiens inaugura seu primeiro coworking

0
842

O projeto Centro Sapiens avançou mais um passo nesta terça-feira (21), com a inauguração do seu primeiro coworking – ambiente de trabalho compartilhado por diversos profissionais e áreas de negócios diferenciadas – denominadoCocreation Lab, que tem o intuito de estimular o desenvolvimento da economia criativa na área Leste do Centro Histórico da cidade.

O espaço, gratuito, também é uma pré-incubadora, ou seja, tem por objetivo transformar ideias inovadoras em negócios reais. Para isso, foram selecionados, inicialmente, dez projetos nas áreas de tecnologia, gastronomia, turismo, arquitetura, design, educação e moda para ocupar o ambiente, situado na parte superior do Museu da Escola de Santa Catarina.

“O objetivo é trazer ideias inovadoras para o centro leste e unir o capital intelectual com a transformação efetiva do espaço, tudo feito em apoio com o comércio local”, informou Luiz Salomão Ribas Gomez, coordenador do Centro Sapiens.

O Centro Sapiens dará apoio aos selecionados por meio de mentorias, palestras sobre inovação, branding e marketing, além de oficinas de naming, análise de mercado e modelo de negócio, entre outras atividades.

Diversas instituições fazem parte Grupo Gestor da iniciativa, entre elas o Sebrae-SC, a CDL Florianópolis, IFSC, Udesc, UFSC, Fiesc/Senai Santa Catarina, a FloripAmanhã e conta com o apoio da Prefeitura de Florianópolis. Os beneficiados também terão acesso a um pacote da Amazon Web Service, fruto de uma parceria com a empresa Amazon Activate. Também são apoiadores a Audaces de tecnologia de moda e a Bortolini com mobiliário criativo.

Conheça os projetos selecionados:

CéOs/Cobo

Inclusão é a aposta do projeto CéOs/Cobo que pretende aplicar o conceito de Design Universal em produtos educativos para que crianças com limitações físicas e cognitivas possam aprender com o mesmo objeto simultaneamente com outras crianças. A ideia foi aprovada no último programa Sinapse da Inovação da Fundação CERTI e fortalece ainda mais a posição de Florianópolis como referência nacional em Educação Inclusiva.

co-studio

Com uma proposta multidisciplinar, o co-studio quer desenvolver a criatividade colaborativa e  transformar a cidade por meio de projetos de construção social, intervenção urbana e apropriação do espaço público pela população. O objetivo do grupo é unir profissionais de diversas áreas em atividades e ações que irão expor os valores da cidade.

Cozinha (in)comum

O Cozinha (in)comum é um HUB gastronômico que pretende conectar usuários finais, provedores de serviços, profissionais e cozinheiros amadores através de serviços de mapeamento dos espaços culinários ociosos, agenda gastronômica, promoção de eventos temáticos, rede de empréstimo de utensílios, cadastro de cozinheiros, troca de conteúdos, entre outros. O objetivo do projeto é gerar maior imersão e interação no mundo da gastronomia em Florianópolis com o intuito de alcançar um cenário de inovação no setor.

Urbanbed

Aproveitando espaços ociosos, o Urbanbed propõe criar um novo conceito de hospedagem urbana em Florianópolis. A ideia é gerar espaços compartilhados de hospedagem com custo operacional e tarifas abaixo do mercado, apostando em uma ambientação criativa, movimentando a economia dos empreendimentos locais e incentivando a movimentação e apropriação dos espaços no centro histórico da cidade.

pick2trip

A pick2trip desenvolve uma plataforma para que viajantes  encontrem suas melhores experiências de viagem por meio de recomendações mais amplas, assertivas e personalizadas. O sistema já está no ar e pretende ligar viajantes, produtos e serviços gerando um ambiente criativo e de interação capaz de construir uma viagem dos sonhos.

Hidrointel

Aumentar a eficiência  e reduzir o consumo de água e energia na irrigação é o objetivo da Hidrointel, um Sistema de Automação Inteligente de Pivôs Centrais e Gerenciamento Remoto de Lavouras. Para isso, o grupo quer conectar o campo e os centros de pesquisa, usar software em nuvem, leitura das condições do campo em tempo real, alocação estratégica de sensores e conceitos de design.

Moda Acessível

O projeto Moda Acessível quer criar um marca de roupas que leve em consideração os variados formatos de corpos. Modelos de shorts e saias serão desenvolvidos em diferentes modelagens, pensados de forma atemporal e com caráter slow fashion e sustentável.

COMBO

A proposta do COMBO é criar um consultoria e curso online na área de moda- concepção de projetos, direção de criação, modelagem, etc- para prover orientação a empreendedores do setor. O serviço já vem sendo realizado de maneira informal com ponto de partida na loja colaborativa Petit Marché, no centro histórico.

Smart4People

A Smart4People aposta no conceito de cidades inteligentes para gerar serviços otimizados nos centros urbanos. São soluções padronizadas, integradas e com automação que conectam dispositivos distrubuídos a um controlador geral por comunicação wireless. As aplicações do produto são diversas, como por exemplo, na iluminação pública com elevação ou redução gradativa de luz, sinalização viária na detecção de falha de semáforo e comutação dos tempos dos demais para reordenação do trânsito e estacionamento nas vias com monitoramento de ocupação, etc.

Dita Fatia

A Dita Fatia é um projeto que pretende redesenhar o segmento de pizzarias com criação de microfranquias de venda de fatias de pizza de alta qualidade por preços mais acessíveis em “restaurantes” Containers. O grupo também aposta no uso de equipamentos elétricos com baixíssimo custo de energia.

Comentários

Comentários