Cine-Pedal: Maio Amarelo termina movido a bicicleta

0
1241

Ao final do Maio Amarelo e com a exibição de um documentário sobre mobilidade urbana, a praça Bento Silvério, na Lagoa da Conceição, receberá, nos dias 28 e 29 de maio, um evento autossustentável, inédito, que busca unir inovação à promoção da cultura e ao estímulo à saúde e ao esporte: o 1º Cine Pedal – Brasil.

Trata-se de um festival itinerante deflagrado neste final de semana no Rio de Janeiro e que, depois de Florianópolis, também vai acontecer em Porto Alegre, São Paulo e Belo Horizonte, no qual são exibidos documentários e realizados debates. Detalhe: a energia necessária para a projeção dos filmes será gerada pelo próprio público, a partir de pedaladas em bicicletas e em um pedal manual.

Neste sentido, quem quiser participar do evento pedalando deverá se inscrever no local, no estande de credenciamento de voluntários, ou através do site www.cinefestbrasil.com.br. Ao todo, serão disponibilizadas dez bicicletas fixas e dez bases para encaixe de bicicletas de qualquer modelo e tamanho (infantil ou adulto), trazidas pelos participantes. Além disso, haverá um pedal manual à disposição de cadeirantes, crianças e idosos.

Toda energia produzida pelas pedaladas será alinhada por um condensador, que fará a distribuição dela tanto para o projetor quanto para os equipamentos de som e de iluminação do evento. Essa energia ainda poderá ser utilizada no carregamento de dispositivos eletrônicos do público. E mais: através de um sinalizador, será possível acompanhar em tempo real quanto de energia estará sendo gerado, sendo que o cine montado na praça precisará de, pelo menos, 1.300 watts.

Durante o 1º Cine Pedal – Brasil serão projetados dois documentários, o “Bike vs Carros” e o “5 Vezes Chico – o Velho e Sua Gente”. O primeiro aborda a questão da mobilidade urbana e como a indústria automobilística influencia nas políticas públicas das cidades. O segundo trata da questão do meio ambiente e da história, cultura, vida e luta pela sobrevivência das comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco.

Antes das exibições, a cineasta e diretora do projeto, Adriana Dutra, fará a mediação de debates sobre os temas inovação em geração de energia e meio ambiente e sustentabilidade x educação. O evento será animado ainda por um DJ e dez foodbikes.

A iniciativa da produtora Inffinito conta com o apoio da Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Franklin Cascaes.