Comitê estuda segurança do Parque Jardim Botânico

0
705

A Defesa Civil dará apoio na elaboração do Plano de Evacuação para o Parque Jardim Botânico de Florianópolis. Nesta sexta-feira (9), integrantes do Comitê Técnico Municipal se reuniram para a vistoria, procedimento que integra os requisitos de segurança para abertura do local.

A área de 19 hectares fica às margens da rodovia Admar Gonzaga e será aberta para visitação no dia 24 de setembro. O local terá pista rústica para caminhada, parquinho infantil e espaço de ginástica para a comunidade.

O Plano de Evacuação, o PLAEV, integra o Plano de Atendimento de Emergência (PAE), que terá prioridade em estabelecer as condições mínimas de segurança antes da abertura do parque. O documento será elaborado principalmente com base nas diretrizes de segurança e prevenção para os casos de ventania, quedas de galho e segurança do lago.

“Temos uma composição grande de diversas espécies de árvores, sendo um dos principais riscos a queda de galhos, em caso de ventania. Vamos atuar também em conjunto com a Floram e o Corpo de Bombeiros no mapeamento para a evacuação da área em caso de emergência. O melhor lugar para trabalhar a educação preventiva é junto à natureza”, ressaltou o chefe do Setor de Atividades Técnicas da Defesa Civil, Luiz Machado.

A equipe da Defesa Civil trabalha com a comissão técnica, da qual fazem parte equipes da Floram, IPUF, Secretarias Municipais de Obras, Turismo e Segurança e Gestão do Trânsito, além da Guarda Municipal. Aldo Martins, diretor geral da Secretaria Municipal de Segurança, também esteve presente na reunião desta sexta-feira.

Na próxima semana, o comitê técnico deve se reunir novamente para discutir o Plano de Prevenção. Flávia Guimarães Orofino, engenheira sanitarista da Comcap e coordenadora do Comitê Técnico Municipal para abertura do Parque Jardim Botânico, explica que o foco é fazer a educação ambiental preventiva, tratar questões ambientais e evitar desastres naturais.

O local

A área é resultado de um termo de cooperação entre Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) e Prefeitura de Florianópolis, sendo a gestão de competência da Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap). O parque será aberto com circulação restrita a circuitos de volta ao lago e volta ao bosque, delimitados por pista de caminhada rústica, e à área de parquinho infantil e prédio sede e local para contemplação.

Comentários

Comentários