Equipes iniciam inspeções do ‘Se Liga’ no Balneário

0
766

Começaram na segunda-feira (25) as inspeções do Programa Floripa Se Liga na Rede na região do Balneário, no Continente. Inicialmente foram geradas 550 ordens de serviço distribuídas em 33 quadras, o que corresponde a aproximadamente 50% do bairro.
Já no próximo relatório começam a aparecer os dados das inspeções realizadas, permitindo que se comece a ter um panorama da situação das ligações em um bairro que tem 100 % de cobertura por rede de esgotamento, e em operação há mais de duas décadas. Os trabalhos de implantação da rede no Balneário foram realizados entre os anos de 1994 e 1995.
Para iniciar as ações neste novo setor, parte das equipes que realizavam as inspeções nas regiões Norte e Leste da Ilha foram deslocadas, o que não vai provocar a interrupção das inspeções naquelas localidades. “São bairros onde existe um baixo número de unidades ainda em aberto, a maioria delas para segunda visitação e conferência de execução ou não das adequações, ações que podem ser executadas por um número menor de equipes sem comprometer o resultado do trabalho. Há ainda um percentual de unidades que já estão em processo de receber a notificação pela Vigilância Sanitária, pois já passaram por duas ou três inspeções e não promoveram as adequações”, explicou João Henrique Pereira, Engenheiro Ambiental, e um dos responsáveis pelo Programa na Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental (SMHSA).
A exemplo do que é feito sempre que se iniciam as inspeções em uma nova localidade, Prefeitura Municipal e Casan promoveram uma reunião com os moradores para explicar o funcionamento da rede de esgotamento, as características do Programa, os procedimentos realizados durante as inspeções, formas e prazos de regularização e o roteiro das equipes, além de apresentar dados sobre a evolução das inspeções e resultados alcançados até agora.
Embora a presença de moradores tenha sido reduzida, a participação foi intensa e o resultado foi considerado positivo, tanto pelos técnicos da prefeitura quanto da Casan. “À medida em que as equipes chegam às residências e as inspeções vão ocorrendo, cresce o interesse das pessoas, e a divulgação das ações começa a ser espontânea. É muito importante que as pessoas se transformem em multiplicadores das informações e da importância do Programa”, afirma o engenheiro Daniel Crippa, que responde pelo programa na Casan. Durante a reunião, Daniel fez uma apresentação destacando o caráter educativo do Floripa Se Liga na Rede e a importância de uma edificação estar corretamente ligada às redes de esgotamento e pluvial para o bom funcionamento do sistema.
Até a manhã de quinta-feira (28) as equipes já haviam inspecionado cerca de 50 edificações, e de acordo com Daiane Acosta, monitora de campo da empresa responsável pelas inspeções, diferentemente do que vinha acontecendo até agora, no Balneário o que as equipes mais têm encontrado são problemas de equívocos nas instalações. “Encontramos situações de não conexão à rede ou conexão parcial, mas temos verificado muitos casos de equívocos do que deve ou não ser ligado à caixa de gordura e ralos externos direcionando a água da chuva diretamente para o esgoto, por exemplo”, contou.
A Prefeitura e a Casan continuam ressaltando que a colaboração e a receptividade da comunidade são essenciais para que as inspeções sejam positivas. “As equipes estão em carros identificados, sempre uniformizadas, usando crachá e colete do Floripa Se Liga na Rede, e caso o morador tenha alguma dúvida, pode entrar em contato com o escritório do Programa, ou com os responsáveis, na Prefeitura ou Casan”, conclui Daniel.
Os telefones para contato, bem como todos os relatórios e informações sobre o Programa estão disponíveis na página www.pmf.sc.gov.br/sites/seliganarede/

28_07_2016_17_16_f3ccdd27d2000e3f9255a7e3e2c48800

Comentários

Comentários