Faltam menos de 30 dias para tocha olímpica chegar em Florianópolis

0
742

Faltam menos de 30 dias para a chama olímpica chegar à Florianópolis. O revezamento ocorrerá no dia 10 de julho e contará com extensa programação em diversos pontos da cidade. O evento celebrará junto aos florianopolitanos e turistas a importância e grandeza dos jogos que ocorrerão durante as Olimpíadas Rio 2016.

Em Santa Catarina, deve ocorrer o primeiro revezamento no dia 9 de julho, passando por Sombrio, Criciúma, Araranguá, Tubarão, São José, Palhoça, Laguna e finalmente Florianópolis, onde será realizada a maior recepção ao símbolo. Após a passagem pela Capital, a tocha segue no Estado, visitando outras cidades.

História dos jogos e chama olímpica 

Desde o primórdio dos jogos, há quase três mil anos, a tocha é o símbolo que anuncia o princípio das Olimpíadas. No início, conta-se que os mensageiros passavam pelas cidades gregas informando a data da competição. Em todos os anos olímpicos, ela é acesa no templo de Hera, também na Grécia, e passa pelas cidades que criaram a competição.

O fogo era considerado o elemento divino, e, para se certificarem que a chama era pura, ela era acesa por meio de uma “skaphia”, que é uma espécie de espelho côncavo que atrai os raios solares para apenas um ponto. E a tradição é mantida até hoje, em que 100 dias antes dos jogos mulheres vestidas de sacerdotisas cumprem o ritual.

Na tradição grega, as Olimpíadas eram o tempo de trégua entre as guerras. Sendo uma região muito polêmica, com culturas distintas, as guerras não eram difíceis de acontecer, ainda mais tendo sociedades preparadas para a elas como Esparta. Este espírito de paz entre as nações perdura até os dias atuais.

Já no Brasil, ela se adaptou à brasilidade, trazendo elementos como a diversidade harmônica, energia contagiante e natureza exuberante. Estas características estão estampadas na tocha brasileira por meio de suas cores. Ela já passou por cidades como Fernando de Noronha (PE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Recife (PE), Salvador (BA) e Brasília (DF).

Comentários

Comentários