Florianópolis é a sétima cidade mais inteligente

0
623

O secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Florianópolis, Marcelo José de Melo, representou o prefeito Cesar Souza Junior na cerimônia de premiação do ranking Connected Smart Cities, na noite desta quarta-feira (8), no Rio de Janeiro. A Capital foi mais vez destaque entre as cidades inteligentes, alcançando o sétimo lugar – no ano passado, foi a oitava – entre os 700 municípios analisados. Além disso, arrebanhou outros seis prêmios.

“No ano passado, quando Florianópolis foi agraciada com a oitava colocação no ranking geral, enaltecemos a importância das boas práticas sustentáveis e dos referenciais dessas boas práticas, o que nos possibilitaria espelharmo-nos nelas para procurar cada vez mais soluções inteligentes em busca de nosso crescimento. Pois bem: subimos um degrau no pódio este ano, e festejamos a sétima posição no ranking geral, certamente porque filtramos as referências e fizemos o melhor uso delas.  Por sua natureza empreendedora, com espaço sempre aberto a inovações, cremos que Florianópolis há de galgar ainda novos patamares”, disse o prefeito, ao saber da premiação.

Em cenário que cotejou os municípios da Região Sul, a cidade chegou ainda em primeiro lugar em Tecnologia e Inovação, em Educação, em Empreendedorismo e em Economia. No ranking das cidades com mais de 500 mil habitantes, Florianópolis é a primeira em Tecnologia e Inovação e em Empreendedorismo.

Ranking

O ranking é feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, levando em consideração inteligência, conexão e sustentabilidade, sendo composto por indicadores dos nove principais setores (mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, saúde, segurança, educação, empreendedorismo, tecnologia e inovação) e mais dois setores considerados transversais (economia e governança).

Foram analisadas mais de 700 cidades, com o objetivo de definir as que têm o maior potencial de desenvolvimento do Brasil, sendo dividido em três resultados: geral, por faixa populacional e por segmento. Em 2015, Florianópolis foi a oitava cidade mais inteligente do Brasil, sendo brindada também com o primeiro lugar em educação e o segundo em saúde.

”Para nós, tão importante quanto subir no ranking geral, é manter a excelência em educação, obtida graças ao bom uso de tecnologias dentro e fora de sala de aula, potencializando as ferramentas para a construção de aulas mais criativas e de conhecimento, além da inovação em processos de gestão. Não por acaso, temos o melhor ensino básico do Brasil, na avaliação do MEC”, assinalou Cesar Souza Junior.

Comentários

Comentários