GMSJ atua contra a perturbação do sossego na Beira-Mar de São José

0
541

Durante uma ronda na madrugada do último sábado (17), a Guarda Municipal de São José (GMSJ) registrou uma ocorrência de perturbação de sossego. Na oportunidade, a guarda verificou a presença de vários veículos estacionados em local e horário proibidos, além da concentração de pessoas bebendo e escutando música alta na Avenida Beira-Mar de São José.

De acordo com o comandante GMSJ, Marcelo Luiz de Souza, as rondas estão sendo intensificadas e buscam fiscalizar se a sinalização que proíbe o estacionamento no local após a meia noite está sendo respeitada. “Esta é uma determinação que visa resolver o problema de perturbação do sossego de moradores do bairro, que reclamam do barulho que a aglomeração de pessoas provoca naquele local”, explica Marcelo.

Para o comandante, também é importante que as pessoas evitem encontros em lugares pouco movimentados, principalmente, durante a madrugada, quando usuários de drogas ou pessoas dispostas a cometer furtos, roubos e outros delitos podem ser atraídos pelo barulho. “Neste tipo de ação acabamos coibindo a direção de condutores embriagados, que geralmente bebem durante estes encontros e dirigem na sequência podendo causar acidentes”, enfatiza Marcelo.

Na ação, a guarnição realizou a fiscalização da documentação dos veículos e a identificação de todas as pessoas que estavam no local, o que resultou em 14 autuações, um veículo removido e  a realização de testes no etilômetro, em que uma condutora foi autuada por dirigir sob o efeito de álcool.

Desaparecida

Ainda durante o final de semana, a GMSJ localizou uma senhora que estava desaparecida. Durante o abastecimento de uma das viaturas, a guarnição foi informada pelo frentista do posto de combustível, que uma senhora apresentava sinais de desorientação perto do local e dizia estar em busca da sua família.

Após realizar uma abordagem a guarnição realizou consulta ao Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP), do Governo do Estado de Santa Catarina, e verificou que havia um boletim de desaparecimento registrado pela filha desta senhora no dia 7 de fevereiro.

Com o resultado da verificação no sistema, a GMSJ efetuou o encaminhamento da mulher para a Central de Plantão de Polícia (CPP), para realizar um boletim de reaparecimento. Desta forma, através da ação e apoio da GMSJ, a senhora pode aguardar até que a família viesse ao seu encontro no local.

Foto: Divulgação GMSJ/PMSJ

Comentários

Comentários