Prefeitura retoma limpeza do aterro da Baía Sul

0
582

Depois de três anos, a municipalidade retomou a zeladoria da área de 32 mil metros quadrados no aterro da Baía Sul. Na manhã desta quarta-feira (29), tiveram início os trabalhos de arrumação do espaço onde, assim que o Município obtiver a cessão onerosa da União, deverá ser reimplantado estacionamento da Comcap.

A Guarda Municipal foi a primeira a chegar ao local para desocupar a guarita abandonada que seria demolida pela Secretaria de Obras. Equipes da Comcap deram suporte no recolhimento do entulho, em torno de 20 metros cúbicos, e começaram a limpeza e roçagem da área. Em parceria com a Guarda Municipal, também desocuparam as proximidades da caixa estacionária que serve à limpeza urbana do Centro. Retiraram dali pelo menos uma caçamba, equivalente a cinco metros cúbicos, de materiais deixados pelos moradores de rua.

Ação imediata da Prefeitura

“Esta foi a primeira ação decorrente da cessão de uso da Secretaria do Patrimônio da União para a Prefeitura de Florianópolis. Por decreto, o Governo Federal transferiu a guarda, manutenção e vigilância da área para o Município”, informou o presidente da Comcap, Marius Bagnati.

A área, ressalvou Bagnati, ainda não foi concedida para exploração do estacionamento, o que deverá demorar em torno de duas semanas. O pedido já foi feito em Brasília pelo prefeito Cesar Souza Junior.  Além disso, há a proposta de ocupação de parte da área como base para o transporte público. “Será uma cessão onerosa do espaço, então precisamos definir ainda os termos da exploração e do custeio da área”, afirmou Bagnati.

Comcap deverá assumir cessão onerosa

Como já era no passado, a Comcap terá de ressarcir à União pelo uso do espaço. Ainda assim, a companhia tem interesse em reimplantar o estacionamento, atendendo  demanda já existente e compensando o prejuízo sofrido desde o início de 2013, quando a área foi retomada pela União.

Nesses três anos e meio, apontou Bagnati, a Comcap deixou de faturar R$ 7,5 milhões. “Para se ter ideia, seria recurso suficiente para acrescentar 20 caminhões novos à frota da Comcap”, lamentou o presidente. A receita proveniente do estacionamento, que agora deverá ter mais vagas, está estimada em R$ 3,6 milhões ano e será investida no interesse público, para manutenção dos serviços de limpeza urbana, até que sejam implementados os novos projetos de lazer e convívio no aterro.

“Retomar o estacionamento do aterro da Baía Sul faz parte do esforço de ampliar as receitas da Comcap. Em paralelo, trabalhamos para reduzir os custos operacionais, sem perder a qualidade dos serviços de coleta e limpeza urbana”, garantiu o presidente

Comentários

Comentários