PMF apresenta estações Bernunça Floripa Lixo Zero 2030

0
70

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Comcap e rede solidária Somar Floripa, vai desenvolver nos próximos dias ação de sensibilização ambiental no Centro da cidade apontando para a meta Floripa Lixo Zero 2030. O objetivo é que a cidade, em uma década, consiga encaminhar para a reciclagem 60% dos recicláveis secos (papel, vidro, metal e plástico) e 90% dos resíduos orgânicos (restos de alimentos e podas).

Hoje, Florianópolis já é a capital que mais recicla, informa o prefeito Gean Loureiro, sobre dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Em 2018, foram desviados do aterro sanitário, por meio da coleta seletiva e entrega voluntária, 6% do total de resíduos coletados pela Comcap. “Com os investimentos já feitos, ano que vem vamos triplicar esse resultado, recuperando 18% do total coletado, desde que a população separe adequadamente os resíduos”, anuncia o prefeito.

Ação no Ticen e Largo da Catedral

Para sensibilizar as pessoas sobre a necessidade de reciclar hábitos e separar os resíduos da melhor forma, os dispondo para a coleta nos dias e locais certos, serão instaladas duas estações com lixeiras em formato de bernunça, a nova mascote da Comcap, no Largo da Catedral e no Ticen, amanhã, quarta (20), às 15h.

De acordo com a coordenadora geral da rede solidária Somar Floripa, Juliana Galliano, e a gerente da Divisão de Gestão Ambiental da Comcap, Daiana Bastezini, a ação será feita com voluntários e equipe de educação ambiental própria conforme a seguinte programação:

  • Quarta (20): das 15h às 17h
  • Quinta (21), sexta (22), segunda (23) e terça (24): das 8h às 10h e das 12h30min às 14h30min.

Serão distribuídos folhetos com instrução para separar os resíduos em três frações: orgânicos, recicláveis secos e rejeito. “O material foi produzido em papel semente de modo que, após a leitura, a pessoa plante-o em sua casa, florescendo lindas margaridas. O ato simboliza que ela realmente implantou esses novos hábitos em seu lar e os praticará a partir daquele dia”, conta Juliana.

Bernunça, a nova mascote, em mídia itinerante

A ideia do presidente da Comcap, Márcio Alves, de relacionar a personagem do folclore ilhéu à coleta dos resíduos veio pela letra da música da bernunça: “A bernunça é um bicho brabo, (…) come pão, come bolacha, come tudo que lhe dão.” “Hoje, muitas pessoas têm mudado de atitude quando percebem que o lixo mal destinado pode ser ingerido por animais, causando morte e destruição. A bernunça não existe, é folclórica, pode ensinar que se os resíduos forem separados, serão devolvidos à sociedade em forma de novos materiais e renda pela mágica da reciclagem”, afirma.

Com o atendimento das metas Floripa Lixo Zero em 2030, a reversão dos indicadores permitirá à cidade economizar R$ 16 milhões no custo com aterro sanitário e ganhar outros R$ 32 milhões com a reinserção dos reciclados no ciclo econômico.

Criação e arte em torno da bernunça

O próprio processo de confecção das estações bernunça Floripa Lixo Zero 2030 foi inovador. A Comcap usa em torno de 300 latões de lubrificante por ano. Os latões já eram usados como lixeiras em evento, mas atendendo ao desafio do presidente Márcio Alves, a oficina do Departamento de Manutenção e Transporte projetou e elaborou lixeiras em formato de bernunça e as bituqueiras, com latões de 20 litros.

O artista plástico Arnaldo Valentim Brasil, o Jamaica, aplicou então sua interpretação da bernunça desenvolvida pela agência One WG.

A nova mascote do Floripa Lixo Zero 2030 será aplicada na frota da Comcap. Inicialmente serão plotados 18 truck doors.