-- Publicidades -- Órbita Marketing
Politica

Trump insiste em ‘vitória’ de 2020 e não descarta ser candidato à presidência novamente

Ex-presidente dos EUA discursou para o grupo conservador e chegou a criticar membros de Comissão que investiga seus atos durante a invasão ao Capitólio

O ex-presidente americano Donald Trump voltou nesta terça-feira, 26, a Washington pela primeira vez desde que deixou o poder em 2021 e, além de se dizer ganhador das últimas eleições presidenciais, deixou aberta a possibilidade de voltar a se candidatar. “Concorri uma vez e ganhei. Depois, concorri uma segunda vez e fui muito melhor. Recebi muitos milhões de votos a mais. Talvez tenhamos de fazer isso novamente”, disse o magnata ao grupo de reflexão conservador America First Policy Institute. O discurso de Trump coincide com um momento de novas revelações do Comitê de investigação sobre o ataque ao Capitólio ocorrido em 6 de janeiro de 2021, enquanto a vitória eleitoral do democrata Joe Biden estava sendo certificada. Os congressistas do Comitê comprovaram que Trump não queria parar o protesto – no qual cinco pessoas morreram – nem desincentivar os infratores a tempo. Os membros “são os mesmos que disseram ser um agente da Rússia“, criticou Trump, cuja campanha para as eleições de 2016 foi investigada pelo FBI devido a ligações com a Rússia.

Sem declarar abertamente a intenção de tentar voltar a concorrer à Casa Branca, o magnata se recusou a ficar em segundo plano. “Se eu renunciar às minhas crenças, se eu concordar em ficar em silêncio e ficar em casa, seria fácil. A perseguição de Donald Trump pararia imediatamente, mas não posso fazer isso porque amo o nosso país e o povo do nosso país”, declarou. O ex-mandatário insistiu em se sacrificar pelos Estados Unidos: “Fazer isso é uma honra, porque se eu não o fizer a nossa nação está condenada a ser outra Venezuela ou outra União Soviética, e estamos caminhando para isso”, analisou. Trump ainda não admitiu a derrota nas eleições de 2020, alegando sem provas que houve fraude eleitoral, que foi negada por vários tribunais dos EUA, incluindo a Suprema Corte.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo